15/09 Dia Mundial de Conscientização sobre Linfomas

Linfoma é o nome dado por um conjunto de cânceres que atacam diretamente o sistema de defesa do nosso corpo, o sistema linfático. Esse sistema é responsável por cuidar de infecções e possíveis doenças que possamos ter, ele atua diretamente na proteção do corpo contra vírus e demais situações de “risco”. 

O sistema linfático é composto por órgãos, vasos, tecidos linfáticos e linfonodos que se posicionam estrategicamente para manter o corpo protegido, lutando contra infecções e demais doenças. Esse é o sistema responsável por produzir os glóbulos brancos, células que combatem infecções e fazem parte do sistema imunológico. 

O linfoma acontece quando as células contidas no sistema linfático sofrem alterações e se multiplicam sem parar, dispersando-se por todo o corpo. 

Existe dois tipos de linfoma: O Linfoma de Hodgkin (LH) e o Linfoma não Hodgkin (LNH) 

Ambos possuem características e comportamentos diferentes. A primeira diferença é identificada nas células doentes. O LH conta com a presença de células grandes e que são facilmente identificadas no linfonodo atingido, já o LNH não possui um tipo celular específico. 

Linfoma de Hodgkin 

Ainda não se sabe a razão do surgimento da doença, mas se sabe que é uma doença adquirida, ou seja, não é hereditária. Foi identificado que 20% dos casos pode ocorrer em qualquer idade, porém jovens de 25 a 30 anos são os mais acometidos. 

Linfoma não Hodgkin 

O LNH é um tipo complexo, pois engloba mais de 80 tipos diferente da doença. Após dado o diagnóstico é classificado o tipo de linfoma e qual o estágio da doença. Eles são classificados de acordo com o tipo de célula afetada e também é considerado o tamanho, forma e padrão quando analisado no microscópio. Essas são informações essenciais para recomendar o tratamento mais assertivo. O LNH pode surgir em diferentes partes do corpo e representam 80% dos casos de linfoma. 

Nos últimos 25 anos os casos de LNH duplicou, especialmente em pessoas com 60 anos ou mais. O surgimento da doença ainda não é claro e pode atingir órgãos fora do sistema linfático, sendo os locais mais mais frequentes como: 

  • Medula óssea; 

  • Nasofaringe; 

  • Pele; 

  • Ossos; 

  • Fígado; 

  • Sistema nervoso central; 

  • Tireoide; 

  • Mama; 

  • Pulmão. 

Quais os sintomas? 

Alguns dos sintomas mais comuns são: 

  • Suor noturno; 

  • Aumento do baço; 

  • Perda de peso sem motivo aparente; 

  • Coceira na pele; 

  • Febre; 

  • Aumento dos gânglios na virilha, pescoço e axilas. 

Qual o tratamento utilizado? 

O tratamento mais comum é a Quimioterapia, mas pode ser utilizada em complemento com Radioterapia. Anticorpos também podem ser utilizados no tratamento especialmente para casos de Linfoma não Hodgkin. 

Realizar exames de rotina anualmente é essencial para prevenção, diagnóstico precoce e tratamento. Sempre conte com um médico especializado para cuidar da sua saúde.

Cookies

Nosso site faz uso de cookies para tornar sua experiência melhor.

Detalhes

Preencha o formulário com seus dados e selecione o melhor dia da semana e horário para ser atendido. Entraremos em contato com você para agendar uma data para o seu atendimento. Este formulário é apenas um pré-agendamento, aguarde nosso contato para confirmação.


Em 12 anos de história a equipe Santé vem transformando e restaurando vidas. Contamos com uma equipe especializada em cuidado humanizado. Se você se identifica com o nosso propósito, venha construir o seu futuro conosco.

Curriculum Vitae

Você pode arrastar o seu curriculum para dentro do espaço delimitado
ou procurar nos seus arquivos

Procurar...